love me

Travelling, reading, listening, pictures, daddy.

Prezado Professor, sou sobrevivente de um campo de concentração. Meus olhos viram o que nenhum homem deveria ver. Câmaras de gás construídas por engenheiros formados. Crianças envenenadas por médicos diplomados. Recém-nascidos mortos por enfermeiras treinadas. Mulheres e bebês fuzilados e queimados por graduados de colégios e universidades. Assim tenho minhas suspeitas sobre a Educação. Meu pedido é: ajude seus alunos a tornarem-se humanos. Seus esforços nunca deverão produzir monstros treinados ou psicopatas hábeis. Ler, escrever e saber aritmética só são importantes se fizerem nossas crianças mais humanas.

Texto encontrado após a Segunda Guerra Mundial, num campo de concentração nazista   (via poesografa)

Mas ela é diferente, cara. Há quem diga que ela é leve como uma flor e explosiva como uma granada.

Nevarias. (via labirin-tos)


@ acumulou